Guano Apes – Break the line

Novembro 12, 2008

Faz-me lembrar os tempos de liceu … Que acham de fazer uma “cover” deste tema ??


Wich best quality are you ( or something like that …)?

Outubro 23, 2008

Well, my friends, em baixo deixo o resulto de um teste que fiz neste blog . Façam o teste e exponham o resultado, caso achem relevante …

Which Positive Quality Are You?

Your Result: Peace

You are Peace. Peace is the opposite of anger and destruction. Peace is calm. It tears down barriers; it brings us together. Peace is a noble goal sought by the good of heart. “May peace prevail on earth.”

Friendship
Love
Faith
Courage
Charity
Which Positive Quality Are You?
Quiz Created on GoToQuiz

Eleições nos EUA

Outubro 22, 2008

Não, não vou falar sobre a actual situação politica nos EUA . Vou falar antes do sistema de voto deles, ou melhor, da maneira como o presidente é escolhido . Na verdade até acaba por ser um processo bastante simples  . Ao contrário do nosso pais, onde todos os votos são contados e o candidato que tiver mais votos ganha, lá para os lados de lá do oceano é diferente . Em cada estado ( 52 no total ) os eleitores votam num único conjunto presidente + vice-presidente . É óbvio que nem todos os estados têm o mesmo peso no que respeita á votação  . Assim, cada estado é subdivido em distritos . Por exemplo, o estado da California possui cerca de 53 distritos, devido a vários factores, nomeadamente a população do próprio estado . O número “mágico”, representativo de cada estado é o resultado da soma do número de distritos com o número de senadores, que são exactamente 2 por cada estado. Assim o estado da California vale cerca de 55 “electors”. Por este motivo, os candidatos preferem apostar em estados maiores, ou pelo menos mais povoados  . Quando o número de “electors” de determinado candidato atingir a marca dos 270, é eleito um novo presidente  . E pronto! Acho que é isto . De certo que existem outras variáveis não abordadas aqui, mas este é o processo “normal”.

Em baixo segue o video explicativo deste processo .

Electing a US President in Plain English


Bem me parecia …

Outubro 15, 2008

Hoje iniciei mais uma nova sessão de visualização de anime ( animação japonesa ), tendo começado pela série Gundam 00 : Mobile Suit , que me parece até ter pernas para andar . Gostei bastante da abertura e isto normalmente é um prelúdio, indicativo se o anime é ou não é bom/mau . É óbvio que isto não deve ser levado á letra, não deve ser tomado como regra mas …

Pois bem, o tema de abertura chama-se “Daybreak’s Bell”, da banda japonesa L’Arc~en~Ciel. Eu sei, eu sei, banda com um nome esquisito, japonesa e que  ainda por cima  “abre” um anime …. Quando fui ao youtube para procurar pela música, cheguei á conclusão que estes srs. “abriram” um outro anime de que já falei anteriormente aqui ( DNA2) … Na minha, a única coisa que falta é peso . SIm, guitarras distorcidas, mais pratos e bombo com fartura ….Dava um excelente “gothic hit” sem dúvida  … Vá deixem o preconceito para trás e ouçam . Depois digam da vossa justiça 😛

L’Arc~en~Ciel – Daybreak’s Bell


Capa da Loud! de Outubro

Outubro 8, 2008

Este mês, a revista Loud! dedica as duas páginas centrais á banda Norueguesa “Amon Amarth” , a propósito do lançamento do seu novo trabalho – “Twilight of the Thunder God”. Já tive o prazer de ouvir o álbum quase na integra, parecendo-me até ao momento um bom álbum, com muito a descobrir é certo . Um tema que marca e que aliás foi alvo de controvérsia no canal americano MTV, relativamente ás cenas de violência e a brutalidade que contém é precisamente o tema que dá o nome ao álbum – “Twilight of the Thunder God”. Um tema bastante épico e com muita garra . Música com “tomates”, sem dúvida .

Aqui fica ( para o pessoal desprovido de preconceitos musicais :P)


teste

Outubro 6, 2008


Já ouvi falar … mas nunca ouvi

Junho 15, 2008

Finalmente cheguei-me á frente, e lá decidi procurar qualquer coisa dos Portishead , um colectivo inglês praticante de trip-hop – uma mistura de música electrónica, com umas vozes melancólicas lá pelo meio . Encontrei o álbum “Dummy” de 1994, que (apesar de ainda não o ter ouvido na integra) apresenta um ou outro temaque me cativou logo de inicio . É o caso de “It’s a Fire” ( genial !) e a já “mais que batida” “Glory Box” . Um bom som para descontrair e relaxar os ouvidos após uma noite de punk/heavy e grind .

Portishead – “It’s a fire” , do álbum “Dummy” (1994)