Nostalgia

Junho 26, 2007

Por vezes os desaires da nossa tecnologia até têm alguma piada . Torna-se irónico até . Estava a ver algumas entradas no google sobre um determinado assunto e quando clico numa delas surge um popup, aquelas janelas que aparecem sem serem convidadas . Pois bem, neste caso, surgiu um popup de um site chamado broadcaster . Como o próprio nome indica, é um site tipo youtube, onde tinhamos vários clips de video á disposição , onde estes iam rodando tipo slideshow . Após 3 ou 4 clips sem muita piada, surge um clip, um excerto de um episódio de uma série de televisão que tem andado a passar na fox … “Family Guy “, conhecem ? Dá-me a impressão que esta série foi uma tentativa frustrada de imitar os “Simpsons”, o que não é tarefa fácil … Mas isso é outra conversa que ficará para outra ocasião . Este clip mostrou-se bastante interessante, pois fez-me voltar atrás e relembrar-me daquelas músicas que ouvia bastante em miúdo . É quase impossivel não conhecer esta música .Digamos que actualmente ela pertence ao grupo de ‘hits’ dos anos 80, e verdade seja dita, acho mesmo que não será apenas dessa década, já que nos últimos anos a produção músical não conseguiu arranjar temas tão visiveis como estes … Vou-vos deixar entretidos com a melodia “catchy” destes senhores … O videoclip da música pode ser visto aqui. Em baixo deixo-vos então o dito clip …

 


Desabafos e suspiros

Junho 25, 2007

Pois é . O mês de Julho está quase á porta .  Apesar de o tempo se manifestar soturno, por vezes até de “mau humor”,  as pessoas lá arriscam e  dão um pulo até á praia para molhar o pé, beber umas bjecas,  galar umas babes, esturricar ao sol … Eu por enquanto não tendo a mesma sorte . Só mesmo lá para meados do mês é que talvez já se possa fazer algo desse género . Há que finalizar o projecto de Base de Dados 2 ( que já deveria estar feito …) e estudar para electrónica . Cada vez que penso na palavra “electrónica” parece que a resistência interna do coração queima … provavelmente devido ao choque de adrenalina que é provocado (Atenção : não levar a sério, é apenas uma frase irónica que porventura surge a horas tardias, reflexo de uma certa inconsciência …) . Terei de adoptar umas “resolutions” para estas férias : Pretendo colocar aqui no blog o máximo de material possivel, dentro daquilo que foi desenvolvido ao longo do ano . Vai ser um processo complicado e demorado . Também faço como um determinado professor meu … Quando começo a ver o ambiente de trabalho entulhado, crio uma nova pasta “temp” e despejo para lá tudo . Eu sei, não é boa prática … mas também não é boa prática existirem tantos camelos a vaguear por ai 😀 Reitero novamente aquilo que já tenho dito . Quem achar que determinada aplicação é útil e mereça um destaque, é favor mandar um mail ou entrar em contacto (comment) para deixar a ideia . Assim como quem quiser escrever aqui no blog . Isto por vezes fica um pouco parado, um pouco talvez devido á falta de imaginação, ou mesmo por falhas técnicas (a página que não abre, o pc que está lento demais , as torradas a queimarem e o café a transbordar a cafeteira lol) . Vou sair tranquilamente preservando a minha sanidade e deixando  também algumas linhas em branco para os leitores preencherem com a sua imaginação  … “Last but not the least” : Lembrei-me agora no final, este post fica dedicado á Catarina (grande amiga essa) que outro dia visitou o blog e nem comentário deixou 😉


Cenas estranhas 1

Junho 18, 2007

Podem não conhecer a música, mas aqui fica á mesma . Foram cerca de 4 minutos de pura comédia, acho mesmo que o vizinho fez queixa ao condominio por causa do barulho 😛 Ah, a música é a “The Trooper” dos Iron Maiden.


Nevermore

Junho 14, 2007

Ando num périplo á volta de músicas que me fazem lembrar tempos idos . Um dos álbuns que voltei a ouvir é o genial “Dead Heart in a Dead World” dos Nevermore . O álbum tem uma capa frontal bastante curiosa … Uma noite de luar, algum nevoeiro , talvez água onde sobressai um corpo (talvez humano), formado por ramos de árvores . No lugar do rosto aparece uma máscara … Decerto que tudo isto terá um significado . No entanto o que mais significado tem é a música . Confesso que não gosto da maioria das bandas americanas .Confesso também que o “trash” não é o meu estilo de eleição, mas neste caso abre-se uma excepção, simplesmente porque este é um álbum muito bom . A música destes senhores não é fácil de ouvir, uma vez que não se encontra dentro dos padrões habituais . Só após algumas audições mais atentas é que o nosso sistema auditivo começa a ficar habituado ao conjunto ritmico das músicas, bastante coeso por sinal . Este baterista não tem qualquer problema em utilizar tudo o que uma bateria pode oferecer. O mesmo se pode dizer dos outros músicos de onde se destacam Jeff Loomis, guitarrista e compositor de algumas das músicas . As malhas ritmicas são vincadas em contraposição com os solos deste senhor . O som das guitarras definitivamente uma marca desta banda . De todas os trabalhos que ouvi, as guitarras sempre se mantinham em primeiro plano … Podendo por vezes causar alguns problemas ao Sr. Warrel . E isto não é nada bom . Nesta banda, apenas uma pessoa com bons pulmões e uma voz afinada podia de alguma maneira travar o impeto instrumental . Ouçam com atenção a segunda faixa do álbum – “We Disintegrate” e depois digam-me o que acharam. A melodia é espelhada nos refrões de praticamente todas as músicas. A passagem de partes mais “dissontes”, ou pelo menos não tão “catchy” para outras mais melódicas é o que dá em grande parte vida a este álbum . A titulo de exemplo posso falar da faixa “Evolution 169” . Para falar a verdade, detestei esta faixa quando a ouvi pela primeira vez, isto só aconteceu até conhecer o tema “mais a fundo” . No geral acho que esta a minha reacção a este álbum …


O misterioso Mr. Spock

Junho 14, 2007

Segundo o site Clipmarks, cientistas canadianos apanharam um choque quando estavam a operar um homem com os seus 42 anos de idade . O motivo pode até parecer uma piada mas não é . O dito “senhor” apresentava um sangue com uma coloração verde-escura …Tudo isto devido á existência de uma substância no sangue chamada sulfhaemoglobinaemia, causada por uma medicação prescrita para o tratamento de enxaquecas . “It is possible that our patient’s arguably excessive intake of sumatriptan, which contains a sulfonamide group, caused his sulfhaemoglobinaemia,” …

Para complementar esta informação, fui á procura na web de imagens do nosso amigo mr. spock . Acabei por não encontrar nada, no entanto encontrei um excerto de um conversa entre Mr. Spock, Bones e Capt. Kirk que achei curiosa :

“Spock: I fail to comprehend your indignation, sir. I have simply made the logical deduction that you are a liar.

Bones: Spock, I’ve found that evil usually triumphs… unless good is very, very careful.

Spock: Logic and practical information do not seem to apply here.
McCoy: You admit that?
Spock: To deny the facts would be illogical, doctor.

James T. Kirk: There seems to be no sign of intelligent life anywhere…”


Festival Alta Tensão indoor #2

Junho 12, 2007

O festival Alta Tensão, dedicada exclusivamente a bandas de peso vai ter novamente lugar este ano em várias cidades do nosso pais . Para dominar as hostilidades teremos o prazer de ouvir Mnemic, grande banda dinamarquesa praticante de um death metal bastante musculado . Cliquem no nome da banda para ouvir alguns temas na página oficial do myspace. A acompanhar os dinamarqueses estarão os Re:aktor, Concealment e ForGodsFake , bandas nacionais com renome, como é o caso de Re:aktor, banda onde figura Rui Duarte, vocalista dos RAMP . Espreitem as novidades respeitantes a este evento na página oficial do mesmo .


Ando com azar…

Junho 8, 2007

Pois é minha gente, ontem vi-me obrigado a formatar a máquina …Com toda a “data” que recolhi durante alguns meses … Não sejam como eu. Sempre que criarem partições, andarem a brincar com o disco rigido façam backups, pontos de restauração, utilizem programas “rescue” como o Norton Ghost . Após três meses com o OpenSuse instalado numa partição á parte, ontem decidi removê-lo completamente …Com a aparição de software que faz a virtualização de serviços e dos processadores Multi-Core, a tarefa torna-se mais simples . Evita-se de andar com partições “para-a-frente e para-trás” e foi basicamente isto que me levou a removê-lo . Isto e o facto de não ter espaço em disco . Adiante . Lá fui eu executar o partition magic para apagar as partições dedicadas ao OpenSuse . A questão veio depois. Quando o programa estava a inicializar, deu-me um erro 117 – “Init Failed”, qualquer coisa relacionada com a letra da unidade . Na sequência desta descoberta “macabra” vou até ao site da techzone (Um grande fórum sim sr.) onde dizem que o melhor é instalar o Paragon Partition Manager, que é o que faço . Com uma interface bastante agradável até fiquei surpreendido . O pior veio quando fiz reboot á máquina .O PC esteve 4 horas a mastigar :S . No fim dessas quatro horas, reiniciou e fica parado na mensagem “Invalid partition table” … Tabela de Partições inválida …. Grande bronca … Toca de sacar do cd do XP profissional e tentar fixmbr, chkdsk /f … Nada resultou … A derradeira solução passava por agarrar no dvd com capa Branca, onde se mostrava em letras garrafais “Toshiba – Cd de Recuperação” e arrancar a partir dai, apagando por completo tudo o que tinha no Disco. Foi o fiz . Foi o que aconteceu .